sexta-feira, 24 de outubro de 2014

FEDERAÇÕES EXTINTAS - ALEMANHA OCIDENTAL E ALEMANHA ORIENTAL

A queda do Muro de Berlim abriu o caminho para a reunificação alemã que foi formalmente celebrada em 3 de outubro de 1990. Muitos apontam este momento também como o fim da Guerra Fria. O governo de Berlim incentiva a visita do muro derrubado, tendo preparado a reconstrução de trechos do muro. Além da reconstrução de alguns trechos, está marcado no chão o percurso que o muro fazia quando estava erguido. O Muro de Berlim era uma barreira física, construída pela República Democrática Alemã (Alemanha Oriental) durante a Guerra Fria, que circundava toda a Berlim Ocidental, separando-a da Alemanha Oriental, incluindo Berlim Oriental. Este muro, além de dividir a cidade de Berlim ao meio, simbolizava a divisão do mundo em dois blocos ou partes: República Federal da Alemanha (RFA), que era constituído pelos países capitalistas encabeçados pelos Estados Unidos; e República Democrática Alemã (RDA), constituído pelos países socialistas simpatizantes do regime soviético. Construído na madrugada de 13 de Agosto de 1961, dele faziam parte 66,5 km de gradeamento metálico, 302 torres de observação, 127 redes metálicas electrificadas com alarme e 255 pistas de corrida para ferozes cães de guarda. Este muro era patrulhado por militares da Alemanha Oriental com ordens de atirar para matar (a célebre Schießbefehl ou "Ordem 101") os que tentassem escapar, o que provocou a morte a 80 pessoas identificadas, 112 ficaram feridas e milhares aprisionadas nas diversas tentativas. A distinta e muito mais longa fronteira interna alemã demarcava a fronteira entre a Alemanha Oriental e a Alemanha Ocidental.


## Logo utilizado hoje pela seleção da Alemanha ##


Alemanha Oriental


Alemanha Ocidental

FONTE: ARQUIVO PESSOAL

FEDERAÇÕES EXTINTAS - TCHECOESLOVÁQUIA

A dissolução da Tchecoslováquia foi um processo histórico que pôs fim à antiga Tchecoslováquia e criou dois novos países, a República Tcheca e a Eslováquia, a partir de 1º de janeiro de 1993. Sua divisão ocorreu após uma série de protestos e reivindicações populares, mas sem nenhum conflito armado, diferentemente dos países da antiga Iugoslávia. Também é conhecida como Separação de Veludo ou Divórcio de Veludo, por ter ocorrido de maneira pacífica, a exemplo da Revolução de Veludo de 1989.


República Tcheca


Eslováquia

FONTE: ARQUIVO PESSOAL

FEDERAÇÕES EXTINTAS - UNIÃO SOVIÉTICA

A União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) foi criada em 1922 pelos bolcheviques, liderados por Lênin, como uma das consequências da Revolução Russa de 1917. Existiu até 1991, quando foi dissolvida no contexto da crise do socialismo com as reformas políticas e econômicas implantadas por Mikhail Gorbachev. A sede do poder da URSS era na capital russa, Moscou. A Rússia, república mais poderosa, comandou a URSS. Após a 2ª Guerra Mundial, a União Soviética se tornou a segunda maior potência econômica e militar do mundo. Destacou-se também na corrida espacial e na produção de armas nucleares. Ficou atrás apenas dos Estados Unidos, principal adversário e representante do modelo capitalista. Ela era composta por 15 repúblicas, ocupando um território de, aproximadamente, 22 milhões de km2. Na década de 1980, a União Soviética possuía uma população ao redor de 290 milhões de habitantes. Os grupos étnicos com maior quantidade de habitantes eram os russos (145 milhões), ucranianos (44 milhões), usbeques (16 milhões), bielorussos (10 milhões) e azeris (6 milhões). A União Soviética seguiu sempre o sistema político-econômico socialista. Havia um sistema político baseado num partido único (PCUS), que governava a URSS de forma centralizada e sem abrir espaço para opositores. Muito pelo contrário, o regime perseguiu e prendeu milhares de opositores políticos, principalmente até a década de 1970. A economia era estatizada, ou seja, todos os meios de produção (indústrias, fazendas, bancos, etc.) eram controlados pelo governo. Os salários também eram controlados pelo governo, de forma que houvesse uma equiparação salarial, evitando assim a formação de desigualdades sociais. A União Soviética ficou ao lado dos aliados durante o conflito. Junto com Estados Unidos e Inglaterra, foi de extrema importância no combate ao regime nazista de Hitler. Após a o conflito, já como uma das principais potências vencedoras, exerceu grande influência nos países do leste europeu. Até a década de 1970, a União Soviética apresentou um formidável desenvolvimento econômico. Porém, na década de 1980 a crise começou a ameaçar a grande potência socialista. As indústrias ultrapassadas não conseguiram acompanhar o desenvolvimento tecnológico necessário para abastecer aquela imensa população. A falta de produtos, principalmente alimentos e bens de consumo, passou a ser constante e gerar grande insatisfação popular. O crescimento dos movimentos separatistas, principalmente nas repúblicas bálticas, crescia colocando em risco a unidade política da URSS. Buscando resolver os graves problemas políticos e econômicos, o presidente Mikhail Gorbachev implantou uma série de reformas na URSS. Porém, estas reformas não apresentaram grandes efeitos positivos e a crise continuou. Em dezembro de 1991, após algumas repúblicas declararem independência da URSS, foi assinado o acordo de Minsk que dissolveu a União Soviética e criou a CEI (Comunidade dos Estados Independentes). Era o fim da União Soviética. Entre julho 1956 e setembro de 1991, havia 15 repúblicas na União Soviética, sendo que hoje, 12 pertencem ao continente europeu e 3 ao asiático.



Armênia / Azerbaijão


Bielorrússia / Cazaquistão


Estônia / Geórgia


Letônia / Lituânia


Moldávia / Rússia


Ucrânia / Uzbequistão


Quirguistão (Ásia) / Tajiquistão (Ásia)


Turcomenistão (Ásia)

FONTE: ARQUIVO PESSOAL

FEDERAÇÕES EXTINTAS - IUGOSLÁVIA

O primeiro Estado propriamente iugoslavo foi formado em 1918, o Reino dos Sérvios, Croatas e Eslovenos, que passou a chamar-se Reino da Jugoslávia em 1929, existindo sob esta denominação até ser invadido em 1941 pelas potências do Eixo, com a emergência da Segunda Guerra Mundial. Durante a guerra, a Iugoslávia foi libertada do domínio nazi-fascista pelos chamados Partisans, liderados pelo guerrilheiro comunista Josip Broz Tito, que tornar-se-ia o líder de uma nova Iugoslávia, desta vez um Estado comunista com o nome de "República Popular Federal da Jugoslávia". Em 7 de abril de 1963, o país passaria a se chamar República Socialista Federativa da Jugoslávia. O Estado existiu desta forma até 1992, quando quatro das seis repúblicas que a compunham — Eslovénia, Croácia, Macedônia e Bósnia e Herzegovina — deixaram a federação para formar novos estados completamente independentes. As repúblicas remanescentes — Sérvia e Montenegro — formariam a República Federal da Jugoslávia. Em 2003, o nome Jugoslávia foi oficialmente abolido quando o Estado foi transformado numa comunidade pouco sólida chamada Sérvia e Montenegro. Em 21 de maio de 2006, realizou-se um referendo para determinar a vontade do povo acerca da independência de Montenegro. Os resultados indicaram que 55.5% dos eleitores haviam escolhido a independência, pouco mais que os 55% requeridos pelo referendo. Em 3 de junho de 2006, o parlamento montenegrino declarou oficialmente a independência do novo país. Já em 17 de fevereiro de 2008, o parlamento de Kosovo aprovou, unilateralmente, a declaração da independência da província feita pelo primeiro-ministro Hashim Thaçi durante uma sessão especial na capital, Pristina. A sessão contou com a presença de 104 parlamentares.

Croácia


Eslovênia


Macedônia


Sérvia e Montenegro


Montenegro


Sérvia


Kosovo


Bósnia e Herzegovina

FONTE: ARQUIVO PESSOAL

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

BIELORRÚSSIA


A Adidas apresentou o novo uniforme da seleção da Bielorrússia e pelo que consegui visualizar no novo manto, existe um escudo diferente dos por mim conhecidos. Em contato com os amigos do excelente Mantos do Futebol, o escudo que está estampado na nova camisa seria o brasão de armas do país. Buscarei essa informação e tentarei devendar esse mistério.


## ambos aparecem no site oficial da federação ##


## apresentação da nova camisa ##

FONTE: ARQUIVO PESSOAL E SITE MANTOS DO FUTEBOL

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

A.F. ARTHUR LANGE


Este é o escudo da Associação dos Funcionários do Arthur Lange (AFAL) em melhor resolução, desenhado pelo grande amigo Telmo Paravisi Machado do excelente blog Times do Rio Grande do Sul. O AF Arthur Lange é um clube amador que foi campeão em uma oportunidade do Campeonato Colonial de Pelotas.

FONTE: ARQUIVO PESSOAL

E.C. NOVA UNIÃO


Este é o escudo do Esporte Clube Nova União em melhor resolução, desenhado pelo grande amigo Telmo Paravisi Machado do excelente blog Times do Rio Grande do Sul. O EC Nova União é um clube amador que foi campeão em uma oportunidade do Campeonato Colonial de Pelotas.

FONTE: ARQUIVO PESSOAL

OSÓRIO F.C.


Este é o escudo do Osório Futebol Clube em melhor resolução, desenhado pelo grande amigo Telmo Paravisi Machado do excelente blog Times do Rio Grande do Sul. O Osório FC é um clube amador que foi campeão em duas oportunidades do Campeonato Colonial de Pelotas.

FONTE: ARQUIVO PESSOAL

terça-feira, 21 de outubro de 2014

ANIVERSARIANTE DO DIA - C.A. ALTO VALE

O Clube Atlético Alto Vale, clube da cidade de Rio do Sul no estado de Santa Catarina, surgiu da fusão de dois clubes, o Juventus Esporte Clube e o Rio do Sul Esporte Clube, sendo fundado no dia 21 de outubro de 1995. Atualmente se encontra fora das competições profissionais.

FONTE: ARQUIVO PESSOAL

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

LOGO COMEMORATIVO AOS 100 ANOS DE FUNDAÇÃO DO C.A. LANÚS


Esse é o logo comemorativo aos 100 anos de fundação do Club Atlético Lanús. O clube com sede na cidade de Lanús na província de Buenos Aires foi fundado no dia 3 de janeiro de 1915.

FONTE: ARQUIVO PESSOAL, SITE, TWITTER E FACEBOOK DO C.A. LANÚS

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

TODOS OS CAMPEÕES DA A.D.C.P. - ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA DA COLÔNIA DE PELOTAS

A Associação Desportiva da Colônia de Pelotas fundada no dia 10 de julho de 1980, está localizada em Corrientes, 6º distrito de Pelotas. A A.D.C.P. em 2014 organiza a edição de nº 34 do campeonato colonial. Ao todo temos 14 campeões diferentes na categoria principal: Titulares. Outras categorias que fazem parte da disputa: Mirim, Feminino, Reservas, Veteranos e Seniors. O campeonato colonial de 2014 tem a participação de 9 equipes: Barbuda FC, EC Arroio do Padre, EC Corrientes, GCR Marítimo FC, EC Guarani, CER Retiro, GE Santa Irene, Sanga Funda FC e EC União. 


E.C. União - 9 títulos / E.C. Py Crespo - 7 títulos


G.E. Santa Silvana - 3 títulos / E.C. 23 de Maio - 2 títulos


Osório F.C. - 2 títulos / Santana F.C. - 2 títulos


E.C. Picada Ritter - 1 título / E.C. Centenário - 1 título


E.C. Nova União - 1 título / E.C. São Domingos - 1 título


Associação dos Funcionários do Arthur Lange - 1 título / F.C. Nova Esperança - 1 título


E.C. Arroio do Padre - 1 título / E.C. Guarani - 1 título

FONTE: ARQUIVO PESSOAL, BLOG E FACEBOOK DA A.D.C.P.