sexta-feira, 4 de março de 2011

GRÊMIO ESPORTIVO BRASIL - PELOTAS - RS

O Grêmio Esportivo Brasil, mais conhecido como Brasil de Pelotas foi fundado no dia 7 de setembro de 1911 na cidade de Pelotas, no estado do Rio Grande do Sul. O Brasil de Pelotas já participou do Campeonato Brasileiro por 4 vezes, Campeonato Brasileiro de Futebol de 1976, Campeonato Brasileiro de Futebol de 1978,Campeonato Brasileiro de Futebol de 1979 e Campeonato Brasileiro de Futebol de 1985 é já ficou em 3º no Campeonato Brasileiro de 1985. Hoje o Brasil de Pelotas disputa o Campeonato Brasileiro Série C e o Campeonato Gaúcho da Segunda Divisão. A história do clube teve início após de uma divergência entre dirigentes e jogadores do Sport Club Cruzeiro do Sul, que era mantido e dirigido por funcionários da Cervejaria Haertel. Dois atletas do Cruzeiro do Sul, Breno Corrêa da Silva e Salustiano Brito, resolveram marcar uma reunião de fundação de um novo clube, que teve como local o prédio de nº56 da rua Santa Cruz, em Pelotas, residência do Sr. José Moreira de Brito (pai de Salustiano). Ficou decidido que as cores da camiseta do novo clube seriam verde e amarela. Possivelmente, a escolha tenha sido o primeiro fato histórico da rivalidade com o Esporte Clube Pelotas, pois o fardamento de ambos era semelhante. Por isso, o Brasil resolveu adotar as cores do Clube Diamantinos (vermelho e preto), já que o Pelotas havia escolhido as cores do Clube Caixeral (azul e amarelo) para seu uniforme. Em 1920, a CBD organizou um torneio entre os campeões estaduais para observar jogadores para a formação da Seleção Brasileira, visando a disputa dos Jogos Olímpicos e do Campeonato Sul-Americano de Futebol. A competição ocorreu no Rio de Janeiro e teve 3 equipes como participantes: Fluminense, (campeão do Rio de Janeiro), Paulistano (campeão de São Paulo), e o Brasil (campeão gaúcho). No dia 15 de março de 1920, a delegação Xavante embarcou em uma viagem de quatro dias de barco até o Rio de Janeiro. A Copa dos Campeões Estaduais começou no dia 25 de março, com o Brasil enfrentando o Paulistano, perdendo por 7 a 3. Nesse jogo, o Brasil jogou com: Franck; Nunes e Zabaleta; Floriano, Rossel e Babá; Farias, Alberto, Proença, Ignácio e Alvariza. O Paulistano também derrotou o Fluminense, por 4 a 1, e conquistou o título. No último jogo do torneio, dia 2 de abril, o Brasil foi derrotado pelo time da casa, o Fluminense, por 6 a 2. Após o fim do torneio, o Brasil disputou mais três amistosos: um no Rio de Janeiro (vitória por 5x1 sobre o São Cristóvão, dia 8 de abril), e mais dois em São Paulo — o primeiro contra o Palestra Itália, atual Palmeiras, no dia 13 de abril (derrota por 2x1), e o segundo no dia 15 de abril, um empate em 4 a 4 com o Corinthians Paulista. Em 1950, o Brasil excursionou ao Uruguai para enfrentar a Seleção Uruguaia, que preparava-se para a disputa da Copa do Mundo de 1950. De forma histórica, venceu a Celeste Olímpica em pleno Estádio Centenário por 2x1, gols de Darci e Mortosa. Essa mesma Seleção Uruguaia seria campeã mundial poucas semanas depois, vencendo a Seleção Brasileira em pleno Maracanã. Na década de 1950, o Brasil recebeu diversos convites para jogos em outros países, optando por excursionar durante 104 dias pelas Américas. Enfrentando equipes famosas do futebol sul-americano e centro-americano, climas diferentes, grandes altitudes, viagens cansativas e alimentação exótica, o Brasil obteve 16 vitórias, 6 empates e apenas 6 derrotas, em 28 jogos disputados. Em 1985, porém, o Brasil viveu o melhor momento de sua história. O Brasil, treinado por Walmir Louruz, chegou ao terceiro lugar, sendo obrigado a jogar a semifinal contra o Bangu do Rio de Janeiro em Porto Alegre, sendo derrotado pelo placar de 1x0. Na partida de volta, no dia 28 de julho, no Estádio do Maracanã, o Brasil perdeu por 3 a 1.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário